[Resenha] Belo Desastre

Autora: Jamie McGuire
Páginas: 408
Gênero: New Adult
Editora: Verus
 Abby Abernathy, é uma boa garota, ela acredita que seu passado está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro com lutas e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.

Eu tenho essa história interessante com Belo Desastre. Eu o li pela primeira vez graças a uma aposta. (coincidência? destino?) , Eu ganhei e me dei bem de todos os jeitos. Para quem quiser saber, eu teria que ler o livro todo em três dias porque a Maíra precisava  falar dele comigo e eu não ia querer spoiler, aí fizemos um acordo e eu teria as temporadas de uma série aí.  
Eu li, descobri essa história incrível que embora tivesse na minha lista de leitura, Deus sabe quando eu iria realmente pegar para ler. E como o esperado tive a série. 

É comprovado por mim, que falar de um livro quando você o adora incondicionalmente, é ainda mais difícil. Belo Desastre me conquistou logo nas primeiras quinze páginas, fácil, fácil. Eu comecei a ler sem pretensão alguma e aí eu me deparo com a escrita de Jamie McGuire e de quebra com Travis Maddox. Belo Desastre foi meu primeiro livro New Adult, me trouxe minha primeira paixão mesmo por um personagem, foi o primeiro livro que eu sonhei, porque não consegui parar de pensar nele. Hoje em dia eu uso isso como um tromômetro, quase. 


"-Ela disse que nós dois somos um desastre.
-Me conta algo que eu não sei."

A história em si, até um primeiro momento tem um pouco do já conhecido bad boy se interessando pela garota certinha, e é aí que a gente se engana. Abby Abernathy também tem segredos e um passado a esconder. Travis é o bad boy que quase toda caloura e veterana da Eastern quer (e ele já teve todas). Menos três delas: America, melhor amiga da protagonista, namorada de Shepley (primo de Travis), Kara, colega mal humorada de quarto e, como não é de se surpreender, Abby, por mais motivos que eu posso contar. 


"Eu quero que você seja feliz. E farei o que for preciso para que isso aconteça"

O livro em si é uma montanha russa, assim como os personagens. Você vai gostar deles, odiá-los em seguida e então gostar um pouco mais. São complexos e cheios de possibilidades. E quando você pensar que tudo está bem, McGuire vai te mostrar que a coisa é mais embaixo. Outro ponto bacana do livro é que o casal secundário, America e Shepley têm um ótimo espaço na história, eles chamam atenção e conquistam muito bem, além de serem personagens da história. A America é aquela que vai falar o que quer para quem ela quer e eu adoro ela (também odiei e fiquei indignada). 

A edição da Verus ficou linda, adoro a fonte e é a capa mais bonita do minha estante! E se vocês querem um conselhou, escutem o comentário da Abbi Glines na orelhado livro, não começa a lê-lo tarde da oite, experiência própria.

"Você é meu beija-flor."


-helena guimarães

0 comentários:

Postar um comentário